Tesouro Direto: como funciona e porque rende até o dobro da poupança

29/04/2019

Você já deve ter ouvido falar em Tesouro Direto, mas sabe como ele funciona e porque costuma ser mais rentável que a poupança?

Pra começar, podemos dizer que o Tesouro Direto atrai muita gente por ser uma alternativa bastante conservadora e tão segura quanto a caderneta, mas e o rendimento, é verdade que ele pode render até o dobro? Sim, é verdade, muito por conta de que a principal utilidade da poupança é somente guardar dinheiro, já que o retorno dela é tão baixo que não cobre nem a inflação, o que faz com que o dinheiro perca o poder de compra. Para se ter uma ideia, atualmente, a rentabilidade da poupança está próxima de 5% ao ano apenas, enquanto o Tesouro Direto pode ficar perto de 11% ao ano.

Sobre a segurança, é importante explicar que os títulos do Governo Federal passaram a ser emitidos com a intenção de angariar recursos para obras de infraestrutura, saúde e educação. Eles são considerados os investimentos mais seguros do Brasil porque o emissor desses títulos é o próprio Governo Federal, que garante a rentabilidade, inclusive, o valor depositado representa automaticamente uma parcela mínima da dívida do Estado.

➡️ Os cinco principais motivos para investir no Tesouro Direto são: a rentabilidade, o acesso facilitado - já que com R$ 30 é possível comprar um título - a segurança, a facilidade para investir e acompanhar tudo pela internet e a variedade. Sobre os custos, o Tesouro Direto tem poucas taxas: da Bovespa, que é de 0,25% ao ano, o Imposto de Renda, que varia de acordo com o tempo que o dinheiro fica aplicado, e a taxa da instituição, em alguns casos. A XP Investimentos não cobra nenhuma taxa, o que já aumenta o rendimento do valor investido.

Existem cinco tipos de títulos para investimentos a curto, médio e longo prazos. Cada um deles é adequado para determinado perfil de investidor e cenário econômico, por isso, contar com a ajuda de profissionais qualificados faz toda a diferença na hora de escolher. Você já tem um assessor? Entre em contato com a gente!

➡️ Siga a SHS nas redes sociais - Facebook, Instagram e LinkedIn - e inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Foto: Depositphotos