Janeiro: confira as carteiras recomendadas para cada perfil

07/01/2022
notebook e caneta apoiados sobre papéis com  diversos tipos de gráficos e alguns dólares

2022 chegou e não é surpresa pra ninguém que teremos um ambiente macroeconômico desafiador no Brasil este ano. É esperado que o crescimento econômico desacelere consideravelmente e que a taxa de juros Selic - que começou 2021 em 2% ao ano - caminhe até 11,5%, em um esforço do Banco Central para controlar a inflação alta e persistente.

Um dos principais tópicos de discussão no Brasil nos próximos anos deve ser a trajetória fiscal, ou seja, as contas públicas. O governo, atual e o próximo, deverá decidir entre apertar a política fiscal no médio prazo e estabilizar a dinâmica da dívida ou correr o risco de retornar ao velho cenário macroeconômico: gastos altos, inflação pressionada e taxas de juros elevadas.

No cenário global, além da alta da inflação persistente também, devemos ficar atentos à pandemia do coronavírus, à economia chinesa e às cadeias globais de suprimentos, que aumentam os custos de produção e distribuição, além de pressionarem mais ainda a inflação e prejudicarem a atividade econômica.

ONDE INVESTIR - JANEIRO 2022

As carteiras recomendadas representam a combinação sugerida pelos especialistas da XP mais a perspectiva atual do cenário macroeconômico visando a busca por retornos maiores com determinado risco e volatilidade.

CLIQUE AQUI e confira as recomendações para todos os perfis de investidores, do precavido ao ultra.

IMPORTANTE: Recomendação de carteira não é garantia de rentabilidade futura.

➡️ Siga a SHS nas redes sociais - Facebook, Instagram, LinkedIn e TikTok - e inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Foto: Depositphotos

Siga nossos canais