Faltam 3 meses pra 2020 acabar: veja 4 metas financeiras pra cumprir agora e entrar 2021 com o pé direito

30/09/2020

2020 definitivamente vai entrar pra história como o ano que mais nos ensinou, como o ano que todo mundo teve que rebolar pra sobreviver, literalmente. A pandemia do novo coronavírus, prejudicou os planos de muita gente e as promessas que fizemos em janeiro, xiiiiii... corta pra 2021!

Fácil não foi, mas que passou rápido, passou demais, então agora que faltam três meses pra 2020 acabar, que tal renovar as forças e melhorar, pelo menos, a parte das finanças? Apesar do pouco tempo, se você tiver planejamento e organização, 2021 vai começar com muito mais confiança e otimismo, confira as dicas a seguir:

Dica número 1: Faça uma economia automática! Sim, automatize suas economias e investimentos, isso é muito importante. Agende transferências da sua conta corrente para uma conta de corretora, por exemplo, a cada semana ou a cada mês. Fazendo isso, você não será tentado a gastar um dinheiro que nem vai ver a cor porque ele vai direto para outra conta, entendeu? Não espere sobrar, esse é o pulo do gato. E não é necessário grandes valores pra começar, não, separar R$ 50 toda semana para investir já é o primeiro passo. E você vai sobreviver com R$ 50 a menos no bolso, pode crer que vai.

Agora, se você já faz isso, veja se não é o momento de aumentar o valor ou a frequência dos depósitos, beleza?

Dica número 2: Verifique as taxas que você paga! A pandemia acelerou o processo de digitalização, acirrou a concorrência e agora, mais do que nunca, está mais fácil eliminar taxas desnecessárias. Caso você esteja pagando uma taxa mensal ao banco é muito importante negociar ou pensar em uma conta sem taxas. O mesmo vale para o cartão de crédito, quantas opções têm por aí sem anuidade? E pense grande, se você economizar R$ 10 por mês em uma taxa, pense no equivalente a R$ 120 em um ano e no tanto de coisa que você pode fazer com esse dinheiro. Pelo menos em dois finais de semana, a pizza da família está garantida, vai?

ATENÇÃO: agora vem a dica mais valiosa desta matéria! Serviços essenciais, você já ouviu falar? Este é um pacote que TODOS os bancos são obrigados a oferecer e tem como principal característica a gratuidade, nenhuma mensalidade pode ser cobrada. Em contrapartida, claro, os serviços são limitados, então o cliente tem uma quantidade X de saques por mês, transferências, extratos e folhas de cheques (que ninguém mais usa), o que ultrapassar, ele paga, mas é pouco, muito difícil chegar ao valor da mensalidade. Para a maioria dos clientes, o pacote gratuito é mais do que suficiente, mas por desconhecer esse direito, muitos acabam pagando os valores impostos pelos bancões.

Reforçando: Vá à sua agência ou fale com seu gerente pelo app e peça para migrar sua conta para os "serviços essenciais". Ele vai dificultar, vai dizer que você vai perder benefícios, mas seja firme. Este é um direito que todo consumidor pessoa física tem!

Dica número 3: Escolha um gasto para reduzir drasticamente e para que a escolha se torne mais fácil, faça a seguinte pergunta a si mesmo: "Em que eu estou desperdiçando o meu dinheiro?". Balada, lazer, roupas, tudo isso certamente ou foi zerado ou reduzido bastante durante a pandemia e ninguém morreu, certo? Veja este período como uma oportunidade para rever os seus gastos, se for necessário, reserve um tempo para auditar suas finanças e descobrir onde está o ralo por onde o seu dinheiro está indo embora. Supermercado costuma ser um deles. Levante as despesas não-essenciais, pense em reduzi-las e quanto você vai economizar. Planos mensais de serviços como TV paga, celular, streming, clube de compras, tudo isso pode ser repensado.

Instituir regras como “não gastar com ISSO esta semana” também ajuda a tomar fôlego. Sabe aqueles programas para compulsivos? É mais ou menos isso, "só por esta semana, eu não...". Aos poucos e acompanhando de perto, você vai obter resultado.

Por último, dica número 4: Faça um plano concreto para 2021! Sim, o Ano Novo está mais próximo do que parece e este é o momento para fazer um balanço de 2020 e ver onde pode melhorar e como. Se este foi um ano de acúmulos no cartão de crédito, comprometa-se a mudar. Tente não utilizar o serviço ou baixe o limite para o próximo ano, por exemplo. Seja o que for mais importante, reserve um tempo para planejar e faça. Apenas faça!

➡️ Siga a SHS nas redes sociais - Facebook, Instagram e LinkedIn - e inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Foto: Depositphotos