Como calcular quanto vai render o meu investimento?

14/11/2019

É possível calcular quanto um investimento vai render? A resposta é sim, mas há observações.

Nos produtos de Renda Fixa, por exemplo, existem as rentabilidades pré e pós-fixadas. Nos investimentos pré-fixados, o investidor fica sabendo quanto vai receber já no momento da aplicação, por isso o nome "pré". Nos investimentos pós-fixados, quando aplicar, o investidor vai ter uma ideia de rentabilidade, o valor financeiro real só vai ser conhecido no vencimento, por isso o nome pós.

Existem também os ativos indexados, cuja rentabilidade é atrelada a um índice de preço mais uma parte pré-fixada. Um exemplo são os títulos Tesouro IPCA ou Tesouro IPCA com Juros Semestrais, onde é importante ressaltar que a rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Acompanhe o exemplo: se um investidor aplicar R$ 100 mil no Tesouro Pré-Fixado, com rentabilidade pré-fixada de 10% no prazo de um ano, no momento da aplicação ele já vai saber que vai ganhar o correspondente a R$ 10 mil no vencimento.

Se ele aplicar os mesmos R$ 100 mil no Tesouro Selic, a rentabilidade será a taxa Selic, portanto, não é possível ter certeza de quanto estará esta taxa no futuro. Neste caso, o que o investidor pode fazer é verificar a expectativa de tendência da taxa Selic, se é de aumento ou de queda.

Para saber a rentabilidade líquida (após desconto do IR) existe a tabela regressiva, que começa em 22,5% e termina na alíquota de 15%, após 720 dias de aplicação. No exemplo acima, o investidor teria 8% de rentabilidade líquida (lucro de 10% - 20% do IR = 8%).

Importante: se a taxa de juros estiver maior no momento do resgate antecipado (antes do vencimento), o investidor pode ter rentabilidade negativa nos títulos pré-fixados, pois a alteração da taxa de juros interfere diretamente no preço do título. Caso o vencimento seja cumprido, este risco desaparece, mesmo que a taxa seja diferente no momento da aplicação.

CLIQUE AQUI e acesse a matéria completa do site da EXAME.

➡️ Siga a SHS nas redes sociais - Facebook, Instagram e LinkedIn - e inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Foto: Depositphotos