Análise Técnica: o casamento com o curto prazo

15/07/2021
caneta desfocada aponta gráficos da bolsa de valores

“O Ibovespa fechou o dia com padrão de alta, deixando um candle com sombra inferior longa”. Você entende alguma coisa? E os termos? Suportes, resistências, fundo duplo, topo duplo, pivôs, canais, ombro-cabeça-ombro, bebê abandonado… Melhorou? Essas expressões representam o dia a dia de quem vive a chamada Análise Técnica.

Mas por que ela é tão necessária no mercado financeiro?
A análise técnica é uma forma de estabelecer uma previsão de um preço de um determinado ativo - como ações, opções, contratos futuros, moedas, etc - a partir de imagens, tendências e padrões gráficos que se formam ao longo de um tempo.

Com isso, os analistas gráficos conseguem definir certas repetições históricas que indiquem os próximos movimentos. A técnica é primordial para a tomada de decisão de compra ou de venda, ou melhor, de “entrada” e “saída”, como dizem os especialistas.

De forma geral, a análise técnica é usada principalmente para operações de curto prazo na Bolsa de Valores, pois os detalhes dos gráficos permitem tomar decisões rápidas que podem resultar em lucro ou prejuízo em questão de segundos, dependendo do movimento do ativo escolhido.

Princípios básicos da Análise Técnica
1) O mercado desconta tudo
Quem segue esse método de análise, acredita que os fundamentos de uma empresa, o cenário macroeconômico e a própria lógica de mercado, já estão embutidos nos preços dos ativos. Ou seja, dificilmente você verá um analista técnico clássico preocupado com as notícias do mercado e o que afetam as empresas porque o próprio movimento de preço da ação já diz isso.

2) Movimentos de preço se baseiam em tendências
Os analistas técnicos esperam que os preços, mesmo em movimentos aleatórios do mercado, apresentem tendências, independentemente do período de tempo observado.

Em outras palavras, é mais provável que o preço das ações continue uma tendência passada do que se mova de forma totalmente imprevisível.

É interessante observar que a Análise Técnica visa lucrar justamente com essas tendências e por meio de mecanismos que permitem ganhar tanto na alta quanto na baixa. É o que os especialistas desse mercado chamam de entrar comprado ou entrar vendido, quando, respectivamente, eles tentam lucrar quando os preços sobem ou caem.

3) A repetição usada como um padrão de análise
Analistas técnicos acreditam que a história tende a se repetir, assim como o próprio Charles Dow introduziu há mais de um século. A natureza repetitiva dos movimentos de preços é frequentemente atribuída à psicologia do mercado, que tende a ser muito previsível com base em emoções, como medo ou empolgação.

Análise Técnica: o casamento com o curto prazo
A Análise Técnica é mais recomendada para investidores que tem o foco no curto prazo. Por isso, quem utiliza bastante esse método são os traders, nome dado aos profissionais que compram e vendem ações, muitas vezes de forma autônoma e justamente com a intenção de obter ganhos o mais rápido possível.

Entre as operações mais comuns estão:
Day Trade
Operação arrojada realizada na Bolsa, que busca rendimentos com compra e venda de ações e outros ativos no mesmo dia.

Swing trade
Técnica que consiste em comprar ações para revendê-las depois de dias, semanas ou até meses.

Clique aqui e confira a matéria completa no site da XP.

➡️ Siga a SHS nas redes sociais - Facebook, Instagram e LinkedIn - e inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Foto: ekinyalgin / Getty Images

Siga nossos canais